Contaminação: Quando foi a última vez que limpou seu telefone celular?

É preciso deixar claro: o celular pode causar problemas à saúde quando manuseado por mãos que não foram devidamente higienizadas. O aparelho pode ser um meio de levar vírus, fungos e bactérias a regiões como boca e olhos e, por consequência, causar problemas como gripe, diarreia, conjuntivite, gastrite, meningite, infecções respiratórias, entre outros. Cuidados simples de higiene, como lavar as mãos com água e sabão e limpar o celular com álcool isopropílico (próprio para desinfetar eletrônicos), podem fazer muita diferença na saúde de cada um.
Um estudo brasileiro avaliou celulares e identificou nos equipamentos a presença de até 23 mil fungos e bactérias. Outro estudo, este dos Estados Unidos, apontou que o aparelho pode ter 10 vezes mais bactérias que um vaso sanitário. Uma explicação é que o banheiro costuma ser limpo com frequência. Compartilhar o aparelho celular também pode ser um risco. A mesma lógica serve para situações de compartilhamento de fones de ouvidos e produtos de maquiagem.
Quando não há possibilidade de lavar as mãos, o uso de álcool em gel (70%) é recomendado.

Gripe – De abril a outubro é o período em que há maior circulação dos diversos tipos de vírus da gripe. A combinação de temperatura menor, maior aglomeração de pessoas e locais fechados é muito favorável para que as pessoas tenham contato com o vírus da gripe e outros vírus respiratórios (que não há proteção por meio de vacina). Por ano, ocorrem de 290 a 650 mil mortes causadas pela gripe; esse número inclui muitas pessoas que deveriam estar vacinadas e, portanto, protegidas contra complicações da doença.
Grupos de pessoas como idosos (+60 anos), crianças de até 5 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres que estão nos primeiros 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde (independente do grau de complexidade do setor – rede pública e privada), professores de escolas públicas e privadas (com declaração do trabalho) e profissionais de forças de segurança (PM, bombeiros, guarda municipal e membros ativos das Forças Armadas) podem tomar vacina da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe até o dia 31 de maio em todas as unidades básicas de Araucária. Esses grupos prioritários são definidos pelo Ministério da Saúde (seguindo recomendação da Organização Mundial da Saúde) e levam em conta situações onde as pessoas estão mais vulneráveis à gripe. Informe-se na unidade básica de saúde mais próxima de sua casa.
A vacina da Campanha protege contra os três principais vírus da gripe em circulação. Para proteger de outras situações de contaminação, assim como para quem não está nos grupos de recomendação da vacina, vale a importante regra da higienização adequada das mãos.

Check Also

Dupla usa marreta e chave de fenda para roubar carros estacionados e acaba presa pela polícia

Dois homens, de 23 e 29 anos, foram presos em flagrante na tarde deste sábado …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *